Kinderjaren

Kinderjaren Autobiografische schetsen van de Braziliaanse auteur over zijn jeugd in het arme dorre noordoosten van Brazili de sert o rond het begin van de e eeuw

  • Title: Kinderjaren
  • Author: Graciliano Ramos August Willemsen
  • ISBN: 9789029565622
  • Page: 474
  • Format: None
  • Autobiografische schetsen van de Braziliaanse auteur 1892 1953 over zijn jeugd in het arme, dorre noordoosten van Brazili de sert o rond het begin van de 20e eeuw.

    • Kinderjaren - Graciliano Ramos August Willemsen
      474 Graciliano Ramos August Willemsen
    • thumbnail Title: Kinderjaren - Graciliano Ramos August Willemsen
      Posted by:Graciliano Ramos August Willemsen
      Published :2019-07-24T06:32:45+00:00

    About “Graciliano Ramos August Willemsen

    • Graciliano Ramos August Willemsen

      Graciliano Ramos was widely considered one of the most important Brazilian authors of the 20th century He was a seminal voice in the literary regionalism movement.As a child Ramos lived in many cities of Northeastern Brazil, stricken by poverty and severe weather conditions droughts After high school, Graciliano went to Rio de Janeiro where he worked as a journalist In 1915 he traveled to Palmeira dos Indios, state of Alagoas, to live with his father and in 1927 he was elected mayor.In 1933 he published his first book, Caet s A few years later he was jailed by the Get lio Vargas government, on a charge that was never made clear His experiences in jail would become a unique personal deposition, Mem rias do C rcere.Graciliano died in 1953, at the age of 60 His dry style of writing and the conflict between the id and the world are the significant marks of his works.

    238 thoughts on “Kinderjaren

    • A infância do Graciliano Ramos não foi muito fácil. Esse livro de memórias impressiona. A técnica narrativa invoca em nós uma criança anterior para permitir de novo os primeiros espantos; e o tom é sombrio, como é também a infância. Fiquei marcado principalmente pelo desconforto e vergonha do narrador ao ter sua sujeira atrás da orelha apontada; ou ao ser repelido pelo pai impaciente. E bastante encantado também, porque, no fim das contas, foram essas dores que formaram o escritor.


    • Achei digno começar a ler Graciliano Ramos por sua "autobiografia". É um livro um pouco desconexo, como se fosse pedaços da infância, relatados em análise. Sem conexão aparente, mas que no fim mostra um retrato de uma criança marcada profundamente pelo descaso, pela falta de um olhar.


    • Um livro sofrido e uma infância de sofrimento. Ou um menino atormentado que deturpou a realidade como um pintor modernista? Há muitas chaves de expressão preciosas, contudo, como a descrição da paixão por Laura e a perda da inocência com Otacília; a doença da vista; os terrores noturnos, a primeira experiência com a injustiça. Se Graciliano Ramos não tivesse escrito Angústia, a história de sua vida seria a narrativa mais angustiante saída de sua pena.


    • Eu, particularmente acho Graciliano o maior e melhor escritor brasileiro em prosa ao lado de Guimarães Rosa. Infância é impressionante: narrativa seca, árida como a catinga e ao mesmo tempo doce como doce de mandacaru. Leitura obrigatória para todo mundo que quiser entender um pouco mais do nosso sertão e dos nossos sertanejos. Brilhante


    • Um clássico da literatura brasileira, a infância do autor contada com o olhar da criança. Uma história desconcertante, pungente e com toda a dureza que sabemos existir naquela época e naquela região. Vemos ali a semente dos vários romances do autor.



    • Verhalen vol onopgesmukt, sterk gepsychologiseerd proza. Graciliano Ramos is niet de vrolijkste in huis. A-typisch Latijns-Amerikaans, zou je kunnen zeggen.




    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *